Wednesday, 12 March 2008

REFLEXO CONDICIONADO




A depilação é, naturalmente, escolhida pelo meu Dono. Ao princípio queria-me totalmente rapada mas, de há uns tempos para cá, não quer que me depile no monte de vénus. O resultado do farto triângulo peludo em contraste com os lábios lisos, violáceos, sem pelos, é inesperado, como uma queda abrupta de uma ravina.
O que não sei muito bem explicar é porque, sempre que faço a depilação, os lábios incham, tomam proporções desmesuradas. Não sei se é o contacto com a cera morna, quase quente que os faz intumescer assim ou se, qual cão de Pavlov, a simples ideia de cumprir uma ordem do meu Dono desencadeia em mim mecanismos de resposta que os fazem encher como um balão entre as pernas.
By the way, também salivo.



2 comments:

Cármen Neves said...

Olá!
Como vai?
Lindas pernas...lindas pernas!
Beijos

Sua escrava said...

Eu vou muito bem, como sempre, espero que tu também.
Obrigada. Ainda bem que os gostos são relativos e que inventaram o photoshop... Beijos