Sunday, 23 December 2007

ASHTRAY GIRL


"I hold an image of the ashtray girl
of cigarette burns on my chest
I wrote a poem that described her world
and put our friendship to the test"

2 comments:

Esparsa said...

ao ver esta imagem apercebi-me que, por muito que se tenha vivido certas coisas, há sempre outras tantas que não deixam de nos horrorizar...

Sua escrava said...

Desculpa não ter respondido antes. Em primeiro lugar não é minha intenção horrorizar ninguém. No início do blog há um aviso quanto à possibilidade do conteudo poder ferir susceptibilidades... No entanto, a vida é assim, "certas coisas" podem ser chocantes para certas pessoas. Certas coisas podem ser chocantes para certas pessoas em certas alturas. Tudo depende da perspectiva. Para mim, certas coisas são apenas certas coisas. Experiências. Todos traçamos uma linha para lá da qual não pretendemos passar. Eu gosto de empurrar essa linha, de ir mais fundo em mim e agradeço com todo o coração ao meu Dono tornar possível esse conhecimento. Como critério e limite tenho apenas a consensualidade e o profundo respeito pela liberdade e integridade do outro. Mas até as mentes mais abertas descobrem um dia que a abertura se calhar é apenas uma nesga. Tudo depende da perspectiva.
beijo, rapariga

p.s. Às vezes, aquilo que parecem práticas extremas, não são tão extremas quanto isso. A intensidade da dor provocada por uma queimadura ligeira é incomparávelmente menor que a dor provocada por spanking... Needle-play é praticamente indolor...Enfim, o que muitas vezes nos parece o fim do mundo é apenas uma borboleta.
p.p.s. Tenho profundo orgulho nas minhas marquinhas. Pena desaparecerem tão depressa...