Saturday, 1 December 2007

PENSAMENTOS RECORRENTES

Foto : A.Deljarrie

O meu pensamento regressa invariavelmente às cordas. Ao corpo arroxeado, fortemente comprimido, aos movimentos restringidos, à vulnerabilidade. Aos nós, às voltas sucessivas, aos laços. Volta lá sempre. Como a criança incapaz de retirar a mão do pote das guloseimas. Como um viciado que não consegue largar uma droga. Como um criminoso que volta sempre ao local do crime.



1 comment:

Cármen Neves said...

E eu fico aqui imaginando tudo isso que escreves! Beijos querida.