Friday, 16 November 2007

ESCRAVA PREDADORA


A lua começa a crescer, a escrava começa a vestir a pele da predadora.

Abre-se uma fresta no meu quadradinho por onde me esgueiro, ágil e determinada, na busca da presa. Toda eu me transfiguro, numa inesperada mutação.

De dócil animal de estimação a cadela de fila ansiosa por presentear o Dono com a presa ainda quente, intacta entre os cuidadosos dentes aguçados.


De bicho enjaulado a felina esfomeada que traz intocado o troféu da caçada ao macho dominante e, a arfar do esforço , baba a escorrer, se deita à distância, debaixo do sol intenso da savana a ve-Lo degusta-lo, anestesiada pelo prazer e pela fome.



3 comments:

Cármen Neves said...

Querida tu és demais!
Grata pelas visitas. Só depois percebi que eras tu! Beijos,

Sua escrava said...

Eu sabia que ias perceber. Não quis deixar um link para este blog porque podia ferir susceptibilidades entre os teus leitores mais curiosos...beijos

Cármen Neves said...

Querida amiga!
Linkei o teu blog ao meu.Não me importo com que os outros.Grata mesmo assim.