Wednesday, 16 January 2008

TER UMA ESCRAVA


Ter uma escrava é diferente de possuir outra coisa qualquer. Uma escrava combina as melhores qualidades de um objecto - não se mexe, não reclama, não faz perguntas - com o melhor de um ser humano - dedicação, capacidade de aprendizagem, vontade de evoluir. Uma escrava muda quando o Dono quer que mude e permanece quando o Dono quer que permaneça. Uma escrava vem a correr quando o Dono chama e sai a correr quando o Dono manda. Sem ses nem mas.

E, se possuir alguém que não quer ser possuído é sinónimo de abuso, despotismo, opressão, possuir uma escrava significa saber aceitar uma dádiva e usufruir dela com prazer, como e quando muito bem entender.

2 comments:

Vanderdecken said...

Que coisa linda disseste neste teu post! Tens razão, ter uma escrava não é como ter um carro ou uma máquina de filmar. Ter um cão já se aproxima mais, mas não é bem a mesma coisa - por muito humano que o cão às vezes pareça, e por muito que as duas formas de relação possam ter em comum. Ter uma escrava é... É ter uma escrava, é uma coisa sem nada igual no mundo.

E ter um Senhor? O que é para ti ter um Senhor? Já perguntei isto a mais do que uma submissa e até hoje ainda não tive duas respostas iguais. Usa esta minha pergunta como inspiração para o teu próximo post, se quiseres; ou então, se quiseres continuar a conversa, envia-me um mail com a tua resposta.

Em qualquer dos casos, um beijo e votos de felicidade para ti.

Sua escrava said...

Ora seja muito bem aparecido!Já fui espreitar o teu blog, vou voltar com calma. Ainda bem que voltaste a escrever por lá, já sentíamos a tua falta!
Embora em tudo que escrevo transpareça a importância do meu Dono na minha vida, vou concerteza aceitar o desafio e escrever um post sobre a aventura que é ter um Dono e Senhor. Obrigada por teres vindo. beijo.